ATM | Associação de Investidores

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Error
  • Error loading feed data.

Porque um Clube de Investidores?

E-mail Print PDF

Investir nos mercados financeiros pode ser emocionante. As cotações podem disparar ou mesmo duplicar em pouco tempo. Apesar de investir ser entusiasmante, serão os mercados, o sitio ideal para guardar as poupanças? E se os mercados caírem? A perda poderá ser total! Não estarão melhor as poupanças guardadas num depósito à ordem ou a prazo?

A resposta é definitivamente não! Através de um política cautelosa de investimento e de gestão

de risco, pode-se retirar dos mercados financeiros, um rendimento estável e atractivo. Durante 2002, um dos anos mais negativos de sempre no mercado accionista, a rentabilidade real das acções foi de -24.5%. Assim sendo, se tivesse investido as suas poupanças no início de 2002, teria ficado sem uma parte substancial no final do ano. No entanto, se tivesse investido as suas poupanças no início de 1992, a retorno médio anual até 2002 seria de 3.9% (incluindo já a queda abrupta do mercado accionista em 2002).

 

 

Apesar de um retorno real anual de 3,9% pode não parecer deveras impressionante, esta rentabilidade é calculada após o desconto da taxa de inflação anual. Se as poupanças fossem colocadas num depósito a prazo a uma taxa de juro nominal de 3% anuais, a inflação encarregar-se-ia de eliminar todos esses juros, levando a que o ganho real fosse zero. Um retorno real de 3,9% acima da taxa de inflação é um retorno bastante interessante. Se tivesse investido as poupanças no início de 1982, o retorno médio real seria de 8,2% anuais. Apresentamos de seguida, um conjunto adicional de razões para considerar o investimento nos mercados accionistas como forma de crescimento do património e rentabilização de poupanças:

  • Ter a oportunidade de obter melhores retornos do que em produtos bancários clássicos.
  • Diversificar as poupanças e o património para além dos investimentos tradicionais, tais como, no imobiliário, em negócios particulares, ou em produtos de seguradoras (PPR’s e PPA’s).
  • Aumento do conhecimento em relação à economia mundial e realidade do mundo empresarial.
  • Beneficiar da comunhão de interesses de outros investidores

Porque um Clube?

Apresentamos de seguida, algumas razões para a criação de clubes de investimento:

Baixo Risco

Investir um montante baixo todos os meses em conjunto com outros membros, será a melhor maneira para ganhar experiência nos mercados financeiros pulverizando o risco.

Procura de oportunidades a partir do know-how dos Membros

O know-how dos membros mais experientes em mercados financeiros e experts em diferentes áreas do saber pode conduzir a oportunidades de investimento pouco comuns mas com ganhos potenciais elevados.

Segregação de Funções

A procura de oportunidades de investimento pode ser feita pelos vários membros do clube.

Ganhos Sustentados

Estudos indicam que decisões de investimento colectivas tomadas a partir da discussão e escolha democrática entre membros têm maior probabilidade de produzir ganhos sustentados. Até porque é masi fácil garantir que o trading plan é respeitado

Consideramos também alguns alertas:

Insuficiência de Membros

A insuficiência de elementos interessados na constituição de um Clube de Investimento pode ser um entrave. No entanto, um Clube pode ser constituído inicialmente por apenas dois ou três membros. 

Falta de experiência

O conhecimento sobre os mercados accionistas dos membros pode ser baixo. No entanto, encontrará no site da ATM um manual que o guiará passo a passo na constituição de um Clube de Investimento.

Gestão administrativa do Clube

A gestão administrativa do Clube (elaboração de actas de decisão de investimento, elaboração de contabilidade, etc) requer algum trabalho. No entanto, a vantagem passa por segregar todas estas tarefas pelos elementos do Clube.

 

LOGIN DE SÓCIO

MERCADOS

DIFUSÃO DE INFORMAÇÃO


RSS
YouTube
Junte-se ao nosso grupo
Junte-se à nossa rede
Siga-nos
{alt}